Raimundo Costa, o ilustre fotógrafo piracuruquense

Nasceu em 12 de dezembro de 1919 na cidade de Acaraú(CE) e em 9 de abril de 1932 foi para o Maranhão na função de mucambo em busca de melhores condições de vida.

Em 11 de dezembro de 1938 sua mãe faleceu deixando uma filha de 5 anos. Decidiu ser pescador juntamente com um grupo de comboios no povoado Água Doce. Depois monta uma padaria na cidade de Porto Alegre, hoje, Luzilândia.

Já em 1941 veio para Esperantina e passando por Piracuruca pra vender azeite de coco teve sua bagagem e dinheiro roubados, ficando aqui na cidade e fazendo amizade com alguns piracuruquenses dentre eles o Senhor Gregório, José de Almeida, e suas esposas, o mesmo trabalhou e ganhou dinheiro por algum tempo na cidade.

Em 1958 já casado com D. Jovina, aprende a fotografar no início da 1ª campanha eleitoral do candidato Geroca, fotografando até 2004.

Quando sente a necessidade de aumentar a renda após a aposentadoria viaja à cidade de Ibiapina (CE) e aprende a confeccionar redes com um amigo. Passando a ser um dos artesãos de Piracuruca.

-----------------------------

Homenagem da Maçonaria

Iniciou na maçonaria em 1972 na loja fraternidade Parnaíba, sendo José Carvalho o venerável.

Eram 5 iniciantes na época:
- Olavo Resende Vilarinho
- Manoel José de Sousa Neto (Manuel do Nilo)
- Francisco Veríssimo de Sousa (Chico Muniz)
- Manuel de Oliveira Castro (Boiada)
- Raimundo Carlos da Costa

Ficaram freqüentando as sessões em Parnaíba por vários anos. Juntaram-se a eles: Fernando Meneses e José Cavalcante, formando assim 7 mestres.

Raimundo Carlos da Costa foi ao Grande Oriente do Brasil, Estado do Piauí. Pediu permissão para fundar uma Loja Fraternidade Piracuruquense, e ganhou permissão. E a fundação da Loja Fraternidade Piracuruquense (nº 2173) ocorreu em 06/02/1982.

Sendo 1º venerável Sr. José Cavalcante. Até 24 de junho de 1984. Secretário do 1º ao 2º mandato foi Raimundo Carlos da Costa. O 2º venerável foi o Sr. Olavo Resende vilarinho. Depois vieram outros veneráveis.

Foram aumentando o número de maçons e resolveram construir um novo Templo na rua Tote Machado. Em 11/02/1985 as sessões passaram a ser nesse novo Templo.

Raimundo Carlos da Costa, foi venerável de 24/06/1986 a 24/06/1988. Depois, orador em 24/06/1988. Em 24/06/1990 passou a ser secretário até 24/06/1992. Foi venerável em 24/06/1994, continuando sua venerança nos anos de 1996 e 1998. Passou a ser secretário novamente em 24/06/1998 até 2000. Foi orador de 24/06/2000 a 2006 e continuava sendo orador.

Raimundo Carlos Costa faleceu em 30/01/2008.

www.000webhost.com