Artigos

Casarão do Coronel João Coelho de Resende

No cruzamento das ruas Prof. Bem com Felinto de Resende um velho edifício já bastante modificado é o que restou de um faustosa residência pertencente a um líder político piripiriense de outrora, o Coronel João Coelho de Resende (1884-1954), procurador, prefeito nomeado e fazendeiro de Piripiri.

 co11.jpg - 29.26 KB
CORONEL JOÃO COELHO DE REZENDE, PIRIPIRIENSE DE MUITAS POSSES.

A imagem abaixo é de 1950, portanto, possui uns 64 anos. Observa-se então que as mudanças na fachada e nos elementos decorativos do neoclássico foram mais intensas do que se supõe.

 co20.jpg - 32.10 KB

IMAGEM DO CASARÃO DO CORONEL COELHO, VISTO POR ANGULO OBLÍQUO, RUMO A PRAÇA DA BANDEIRA. OBSERVEM OS PINÁCULOS E OS FRONTÕES QUE NÃO MAIS EXISTEM. REPRODUÇÃO.

O velho prédio, sem recuo, cujas fachadas margeiam os limites dos terrenos, apresentava simetria e horizontalidade, com telhado de duas águas, já foi bastante modificado em sua fachada original. Em relação a outras construções de feições neoclássicas não possui colunas tipos gregas.  A platibanda ainda hoje encima as cornijas ou entablamento. Resta um frontão semicircular com motivos neoclássicos de volutas e concha.

As cinco janelas antigas se transformaram em quadro portas, tendo uma sendo omitida exatamente onde está a placa “VIVO

 co30 copy.jpg - 47.12 KB

IMAGEM ATUAL DO VELHO CASARÃO DO CORONEL RESENDE, NO CENTRO DE PIRIPIRI.

O casarão antigo apresenta somente janelas voltadas para a Rua Felinto Resende, e nunca houve recuo no edifício. Podemos observar com alguma dificuldade na imagem antiga quatro janelas em traves retas e uma em arco pleno. Observam-se ainda motivos decorativo ou aplique de massa em alto relevo (talvez estuque) sob a arquitrave e sobre a trave das janelas (arquivolta). A platibanda, que era marcada em toda a sua extensão por frisos verticais em alto relevo não muito discerníveis. Dois frontões aproximadamente dômicos estão cercados por pináculos (típicos da arquitetura gótica) sobre a platibanda e a saída para as águas através eram feitas através de canaletas verticais até o nível da calçada. Hoje estas saídas de água são diretamente do alto da parede. Caracterizadas como a parte mais alta da fachada, as platibandas tinham a função de esconder o telhado, evitar o lançamento de águas pluviais nas ruas e, mais que isso, ornamentar as casas do centro da cidade.

Possivelmente a entrada da residência era através do saguão a esquerda, onde havia um alpendre de telhas francesas.  Este terraço separava a casa da farmácia do Sr. Licínio de Brito Melo (1879-1962), da qual podemos observar duas portas e três janelas com arcos plenos.

Quanto a citada farmácia de Seu Licínio de Brito Mello, farmacêutico e prefeito nomeado Piripiri, à esquerda da Casa do Cel. Coelho, ainda existe parcialmente, com as três janelas em arco reto envolvida na parte superior por um arco pleno decorativo e motivos laterais em relevo. Hoje, porém estão transformado em portas num prédio comercial. Ainda é possível observar as características decorativas nas ex-janelas e agora portas comerciais, bem como a cornija. As duas antigas portas deram origem a parte da casa vizinha da família Holanda.

 co40 copy.jpg - 54.26 KB
PARTE DA FARMÁCIA DE LICÍNIO BRITO OBSERVANDO-SE A MANUTENÇÃO DAS CORNIJAS OU ELEMENTOS DECORATIVOS SOBRE AS JANELAS E OS MOTIVOS RETANGULARES EM RELEVO SOBRE A PLATIBANDA.

 co50 copy.jpg - 38.81 KB
PRÉDIO COMPLETO PELA RUA FELINTO RESENDE OBSERVANDO-SE A PLATIBANDA UNIFORME, RESSALTADAS POR DOIS ELEMENTOS DECORATIVOS, UM ATUALMENTE SIMPLES, RETANGULAR (1), QUE PARECE TER SIDO OUTRORA ALGO MAIS COMPLEXO E O SEGUNDO (2), COM MOTIVOS NEOCLÁSSICOS (VOLUTAS E CONCHA).

Observando-se ainda a imagem acima, que é recente, e a de baixo, que possui alguns anos, conclui-se também que houve mudança com pequena elevação da platibanda para esconder o telhado e ainda os motivos neoclássicos como as volutas e as conchas eram pintados de vermelho e azul. 

 co601 copy.jpg - 35.44 KB
A JANELA MARCADA COM UM “X” NESTA IMAGEM DE UNS 10 ANOS NÃO MAIS EXISTE.

Outra diferença significativa é que na imagem mais antiga acima pode ser observada na porção direita do edifício a existência de uma janela em arco pleno, balizada por duas colunas. Não existia este tipo de janela na imagem de 1950 e nem existe atualmente. Nesta imagem de alguns anos se observa, pela Rua Felinto Resende três portas e duas janelas. Onde está assinalado um X não existe mais nenhum vão, nem janela nem porta.

A frente da cumieira, divisora das águas do telhado é voltada para a rua Professor Bem, onde hoje o imóvel é dividido em várias lojas. Apresenta telhados em duas águas, os quais lançam as águas pluviais a Rua Felinto Resende e para a área interna na Rua Professor Bem. Possivelmente nesta última havia calhas para conduzir a água a alguma cisterna para aproveitamento do precioso líquido.

 co70 copy.jpg - 33.87 KB
FACHADA DO PRÉDIO VOLTADA PARA A RUA PROFESSOR BEM.

Deveras curioso é um elemento decorativo restante, tipicamente clássico, diretamente herdado pelo neoclassicismo, que são a dupla de volutas, entremeando uma concha coroando o frontão. Era um elemento comum das colunas jônicas do período grego.

 co8 0copy.jpg - 33.38 KB
DECORAÇÃO NEOCLÁSSICA DESTE FRONTÃO SEMICIRCULAR; VOLUTAS (2), E CONCHA(1). OBSERVA-SE AINDA A CORNIJA (5)

O desenho abaixo mostra um típico capitel grego do período clássico jônico com volutas, semelhantes a da antiga casa de João Coelho de Resende.

 co90.jpg - 35.31 KB

CAPITEL JÔNICO COM VOLUTAS. FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Jonisk1.png

Da análise exposta segue-se que concluímos ser a edificação original da casa do Sr. João Coelho de Resende muito antiga, provavelmente do início do século XX. Assim sendo, talvez não tenha sido ele o construtor original, pois por volta de 1900 contava apenas com uns 16 anos de idade. Ou comprou e/ou reformou um prédio um pouco mais antigo ou temos que supor a datação, no caso de ele tendo sido o construtor, por volta de 1920. 

Em qualquer caso, o edifício só preserva parcialmente a fachada original, tendo sido bastante alterada ao longo das décadas, inclusive com  a fixação de placas comerciais que impedem uma apreciação mais detalhada de seus elementos decorativos no alto da parede e na platibanda.

Piripiri necessita ter uma legislação eficaz no tocante ao tombamento de seus prédios históricos. Já não basta ao que fizeram com o casarão do Pe. Freitas?

Como a antiga farmácia do Sr. Licícnio está intimamente ligada com a constução analisada, a mesma será objeto de outra matéria.

 

www.000webhost.com