Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /storage/ssd4/909/1073909/public_html/libraries/joomla/log/entry.php:1) in /storage/ssd4/909/1073909/public_html/libraries/joomla/session/session.php on line 531

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /storage/ssd4/909/1073909/public_html/libraries/joomla/log/entry.php:1) in /storage/ssd4/909/1073909/public_html/libraries/joomla/session/session.php on line 531
As pinhas na decoração arquitetônica de Piripiri

As pinhas na decoração arquitetônica de Piripiri

Em época de se lamentar a recente derrubada de casarão antigo no centro da cidade de Piripiri-PI, sem que se tenha inventariado sua possível condição de patrimônio arquitetônico, observa-se, curiosamente um caso de inversão desta mentalidade.

Enquanto alguns preferem se livrar de antigas e arcaicas construções, monetariamente desvalorizadas, outros, com suas edificações modernas procuram dar um toque nostálgico na decoração, nos remetendo ao período neoclássico. 

Neste período, de meados do século XIX até início do século XX, era comum o uso de platibandas, extensão da parede da fachada além do beiral, que servia de elemento estético e ainda para carrear as águas das chuvas para algum tanque através de calhas embutidas.

O alto destas platibandas se decorava com pináculos, estátuas, vasos, bolas,  pinhas, etc. Os materiais eram diversos: louça branca, mármore, pedras diversas, concreto, bronze, etc. Alguns destes elementos também decoravam colunas de portões.

 pinha1.jpg - 30.70 KB
PLATIBANDA COM BALAÚSTRES, NA RUA SANTO ANTÔNIO, BELÉM, PARÁ, DECORADA COM VASOS (1) E PINHAS (2). FONTE: DOMINGOS OLIVEIRA, 2011.

Na arquitetura de Piripiri praticamente não existe mais estes elementos, se é que existiram em abundância um dia, salvo raras exceções. 

 pinha2.jpg - 56.23 KB
REMANESCENTE DE ARQUITETURA ANTIGA DE PIRIPIRI: PINÁCULO (1) NO FRONTÃO DE UM HOTEL, NA AV. TOMÁS REBELO, PIRIPIRI-PI.

A pinha é um elemento decorativo muito utilizado na arquitetura neoclássica, embora já tenha sido utilizado desde épocas pré-cristãs, neste caso não em platibandas ou em colunas de portões. É errado afirmar que são originárias da França com o nome de Boules D’Escalier no século XIX.

 pinha3.jpg - 45.03 KB
CONSTRUÍDA PELOS ROMANOS, ESSA ESCULTURA DE BRONZE ROMANA DO PRIMEIRO SÉCULO, CHAMADA DE “PIGNA” (“PINHA”), FOI OUTRORA UMA ANTIGA FONTE. HTTP://PODERSECRETO.WORDPRESS.COM

 pinha4.jpg - 70.59 KB
NAS COLUNAS DESTE PORTÃO DE FERRO HAVIA UM PAR DE PINHAS (1 e 2). A DA DIREITA DESAPARECEU. CASARÃO ANTIGO DA RUA FANERSE, RIO DE JANEIRO. FONTE: IVO KORYTOWSKI IN AZULEJOSANTIGOSRJ.BLOGSPOT.COM 

A pinha, predominantemente de louça branca (faiança) foi inspirada no fruto do pinheiro.

 pinha5.jpg - 58.97 KB
FRUTO DO PINHEIRO. FONTE: http://terrasbouro.blogspot.com.br

Em Piripiri, na Rua Antônio Alves, ali próximo a Praça das Flores e vizinho ao Cartório do Sr. Jônatas, um morador colocou um toque de nostalgia em sua residência ao decorar com um par de pinhas as colunas do portão de entrada. Foi o único caso que pudemos observar na Cidade.

 pinha6.jpg - 71.44 KB
RUA ANTÔNIO ALVES EM PIRIPIRI. RESIDÊNCIA COM PAR DE PINHAS NO PORTÃO.

 pinha7.jpg - 67.60 KB
TOMADA FRONTAL DO PAR DE PINHAS DE PIRIPIRI.

 pinha8.jpg - 46.12 KB
A DECORAÇÃO VISTA DE OUTRO ÂNGULO.

 pinha9.jpg - 39.62 KB
DETALHE DA PINHA DA RUA ANTÔNIO ALVES, EM PORCELANA AZUL E BRANCO. OBSERVEM A SEMELHANÇA COM A PINHA DA RUA FARNESE, RIO DE JANEIRO, MOSTRADA ABAIXO.

 pinha10.jpg - 51.97 KB
DETALHE DA PINHA DE LOUÇA DA RUA FANERSE, RIO DE JANEIRO. FONTE: IVO KORYTOWSKI IN AZULEJOSANTIGOSRJ.BLOGSPOT.COM

Além de muitas construções antigas que preservam suas pinhas, ainda existem remanescentes de demolições de casarões e sobrados pelo Brasil. Muitas outras são versão decorativa moderna das louças antigas.  Qualquer que seja a origem das pinhas de Piripiri, sem dúvida formam um visual diferenciado em relação às outras edificações da Cidade.

 
www.000webhost.com